Arroz à portuense


4 pessoa(s)
75 minutos
Dificuldade Fácil
Médio

É um arroz de lume, cozido num caldo onde estufou carne, chouriço, cebola, alho, azeite, vinho branco e couve. É servido com algum molho (a correr pelo prato).

 

Como fazer Arroz à portuense

  • 1Leve um tacho ao lume a refogar o azeite a cebola e os dentes de alho; quando tiver alourado um pouco junte a carne e o chouriço.
  • 2Deixe estufar, mexendo de vez em quando, até a carne ter alourado também; adicione o pimentão (colorau) , sal e pimenta, louro e o vinho branco; deixe cozer em lume brando.
  • 3Entretanto, escolha as folhas da couve mais tenras, lave bem, parta aos bocados as maiores e deixe as mais pequenas inteiras.
  • 4A pouco e pouco vá acrescentando água ao tacho onde está a carne a cozer. Depois de cozida retire-a para outro tacho, tape-o e reserve.
  • 5Meça o caldo onde a carne cozeu, que deve ser um pouco mais que o triplo da medida do arroz; acrescente água se for necessário; leve ao lume a ferver e junte a couve escaldada; deixe retomar novamente fervura e adicione o arroz lavado e enxuto e mexa.
  • 6 Começando a ferver, reduza o lume para brando e deixe cozer cerca de 18 minutos; junte a carne, misture com um garfo de madeira e sirva.
Ingredientes
  • 300 g de arroz carolino
  • 500 g de carne de vaca cortada aos bocadinhos
  • 1 chouriço pequeno + ou - 80 g, cortado às rodelas
  • 2 cebolas e 2 dentes de alho picados
  • 1 copo de vinho branco e 1dl de azeite
  • 1 colher de chá de pimentão e 1 folha de louro
  • 1 couve penca ou portuguesa
  • sal e pimenta q.b.
  • 3 vezes a medida do arroz em água, + ou - 1 litro
Notes

Ao folhear uma Tele Culinária, de onde foi retirada a receita, li que este arroz era servido em feiras e festas populares e também em tascas na zona da Ribeira. Atualmente serve-se em bons restaurantes.